Logo.jpg
EDUCAÇÃO

Estudantes de Piratuba aprendem questões sobre inteligência emocional

Ernoy Mattiello

Desde Charles Darwin, que a humanidade vem tentando compreender as expressões emocionais como forma de adaptação e sobrevivência. Segundo a filosofia ikigai, que na tradução do Japonês significa "razão de viver", Inteligência Emocional é a competência responsável por grande margem do sucesso e pela capacidade de liderança de um ser humano. Também é considerada a base de sucesso, sendo vista ainda como motivação para a vida.

Entender este conceito de maneira simples é o desafio proposto pela psicóloga Aline Port, em um projeto lançado recentemente nas turmas do 8º e 9º ano do ensino fundamental, da Escola Amélia Poletto Hepp. De acordo com a profissional, o trabalho está baseado nos pilares da Inteligência Emocional, que institui itens como; conhecer as próprias emoções, controlar as emoções, automotivação, empatia e capacidade de relacionamento interpessoal.

O método tem apresentado excelentes resultados, neste primeiro momento em que cerca de 125 estudantes participam das atividades que acontecem em intervalos de 20 dias, durante as aulas de Ensino Religioso, ministradas na unidade.

O assunto é abordado por meio de dinâmicas em grupo e atividades lúdicas. Além de aprender a lidar com os próprios sentimentos, os estudantes têm percebido que compreender os sentimentos e comportamentos do outro, são princípios fundamentais para estabelecer relações de harmonia e reciprocidade na comunidade escolar. Otimista com os resultados, a direção da escola prevê que até o final do ano, as ações avancem e sejam estendidas aos estudantes de 6º e 7º ano, atingindo 100% dos alunos.




Rua Paraná, 16 - Balneário - Piratuba - Santa Catarina

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados | Empresa Jornal Comunidade Ltda ME