Logo.jpg
FRAUDE

Operação cumpre mandados de busca e apreensão em Santa Catarina

PF e Receita Federal deflagram Operação Saldo Negativo contra grupo especializado em fraudes fiscais

Murici Balbinot/ RCN

A Polícia Federal (PF) e a Receita Federal deflagraram na manhã desta terça-feira (5) a Operação Saldo Negativo. O objetivo é combater um grupo criminoso especializado em fraudar declarações de tributos federais através de compensação com créditos falsos.

Cerca de 140 policias federais, com apoio de 41 servidores da Receita Federal, cumprem 25 mandados de prisão preventiva contra um servidor público, advogados, contadores e intermediários. Também foram emitidos mandados de busca e apreensão em quatro estados. Em Santa Catarina, esses mandados foram realizados nas cidades de Criciúma, Indaial, Itapema, Florianópolis e São José.

A investigação iniciou com a abertura de inquérito policial em novembro de 2017. O grupo criminoso prestava assessoria tributária e vendia supostos créditos, enganando os empresários com a ilusão de que poderiam compensar seus débitos com a Receita. Até o momento, já foram identificadas cerca de 3,5 mil empresas clientes do grupo criminoso, sediadas em 597 municípios de todos os Estados.

Também estão sendo cumpridas ordens judiciais para recuperação de 30 veículos, três motos aquáticas, duas embarcações, 24 imóveis residenciais e comerciais, 106 lotes/terrenos em um condomínio e de valores existentes em contas bancárias dos investigados que podem chegar até R$ 7,8 bilhões. Os investigados poderão vir a ser indiciados pela prática dos crimes de falsidade ideológica, estelionato, sonegação fiscal, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

O nome 'Operação Saldo Negativo' faz alusão a uma modalidade de compensação de tributos federais que foi utilizada pelo grupo para cometer as fraudes identificadas. Além disso, indica as dívidas tributárias que as empresas contratantes das operações fraudulentas terão com a investigação.


Rua Paraná, 16 - Balneário - Piratuba - Santa Catarina

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados | Empresa Jornal Comunidade Ltda ME