Logo.jpg
TECNOLOGIA

Centros de Inovação: Orion Parque chega a aproximadamente 90% de ocupação em Lages

11 Março 2019 10:16:54

Mariane Mendes

Lages, cuja economia sempre esteve ligada à pecuária, registra agora um crescimento em novo tema: os ecossistemas de inovação, por intermédio do Orion Parque Tecnológico. O Centro de Inovação, construído com recursos do Estado, tem sido um dos impulsionadores deste novo momento. Em dois anos, o Orion cresceu mais de 70%,saltando de quatro para 29 empresas residentes, restando apenas 10% para ocupação. O número foi apresentado ao Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Lucas Esmeraldino, durante visita à região serrana. 

Pioneiro no Estado, o Centro de Inovação de Lages, além das empresas residentes, 61 empreendedores e mais de 140 pessoas trabalhando, sendo 80 colaboradores diretos. "Em outubro de 2017, o Orion contava com apenas quatro empresas residentes. Hoje, o Centro tem 89% de ocupação. Só em 2018 foram R$ 2 milhões de faturamento, mais de R$ 250 mil de impostos recolhidos e mais de R$ 650 mil investidos em pesquisas", declarou o presidente do Orion Parque Tecnológico, Valmir Tortelli, destacando que, com apenas R$ 200 mensais, é possível ter um endereço fiscal no local, e com R$ 60 por mês qualquer interessado pode ter uma empresa virtual. 

Para o secretário Lucas Esmeraldino, cada vez mais o crescimento de Santa Catarina e o êxito empresarial dependerá da capacidade de inovar tecnologicamente. "O desenvolvimento passa, necessariamente, pela inovação. O Orion Parque Tecnológico, em Lages, é um desses belos ecossistemas de inovação: terra fértil de ideias, aculturamento e novos projetos. Nossa meta é seguir com agendas propositivas pelas regiões catarinenses, focando no desenvolvimento e o crescimento do Estado", comenta Esmeraldino. 

Inspirado nos Centros de Inovação de Barcelona, Espanha, Santa Catarina une a tríplice hélice da inovação - setor privado, instituições de ensino e governos. "Hoje, com o Orion funcionando, a gente vê uma geração nova participando ativamente das questões do empreendedorismo, que não era uma atitude característica do Lageano. 

Por isso, estou muito confiante no futuro da princesa da Serra. Vejo que o centro está sendo a mola propulsora, a pedra fundamental para o impulsionamento da atividade econômica de Lages. É indispensável você pensar o futuro. E hoje, pensar nisto, sem conectar a tecnologia, é não pensar no futuro", pontua o prefeito de Lages, Antonio Ceron. 

No Programa Sinapse da Inovação, da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Lages ficou em 3º lugar no Estado, com 11 projetos aprovados, sendo que seis deles tiveram o auxílio do Orion. 


Rua Paraná, 16 - Balneário - Piratuba - Santa Catarina

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados | Empresa Jornal Comunidade Ltda ME