Logo.jpg
PARCERIA

Sicoob Crediauc apoia escolinha de base da Chapecoense em Campinas do Sul (RS)

Projeto de cunho social atende 150 crianças na faixa-etária de 6 a 17 anos

Assessoria de Comunicação - Sicoob Crediauc
Foto: Assessoria de Comunicação ? Sicoob Crediauc
Robson Lazzaretti (Colaborador), Felipe Coppini (Professor/idealizador do projeto), Rogério Wuicik (Gerente agência) e Tainá Nunes dos Santos (Colaboradora) ? Apresentação do novo uniforme com o logotipo da Cooperativa

Fundada em 2016 pelos professores de Educação Física, Felipe Coppini e Mateus Buzatta, na cidade de Campinas do Sul (RS), a Escolinha de futebol e futsal "Mega Craque" que inicialmente surgiu com o objetivo de promover e incentivar a prática esportiva para 60 crianças, adolescentes e jovens do município, tornou-se a partir de 2019, um polo da Chapecoense em território gaúcho. Atualmente, a escolinha trabalha com 150 crianças na faixa-etária de 6 a 17 anos. Cerca de 50% do grupo é composto por alunos de baixa renda.

A Escolinha de base da "Chape" em Campinas do Sul (RS) conta com o apoio do Sicoob Crediauc. A instituição contribui financeiramente para auxiliar nos custos operacionais da entidade fazendo com que o projeto tenha continuidade e cumpra com a sua finalidade, que é a de contribuir para formação esportiva e educacional de crianças e adolescentes estudantes do município e região, buscando conscientizar através de vivências específicas, a prática e o exercício da cidadania. O projeto tem como sua principal ferramenta esportiva e educacional o futebol de campo e o futsal nos naipes masculino e feminino. Com a pandemia, os treinamentos e as demais atividades com os atletas foram paralisadas, porém, o Sicoob Crediauc manteve o apoio como forma de motivar o grupo para quando o trabalho for retomado.

O presidente da Cooperativa, Paulo Renato Camillo, falou da importância do projeto e do envolvimento da instituição. "O trabalho realizado na escolinha vem ao encontro daquilo que defendemos e que está descrito no 7º princípio do Cooperativismo, que é o interesse pela comunidade. Tudo que for importante para o desenvolvimento das regiões onde estamos inseridos, terá o nosso apoio", comentou.

Os professores Felipe e Mateus, idealizadores do projeto, afirmam que a intenção é proporcionar aos participantes acesso à prática de esportes, contribuindo para o desenvolvimento integral, capacitando-os a lidar com suas necessidades, desejos e expectativas. Segundo eles, o trabalho realizado visa estimular o desenvolvimento intelectual e físico, bem como, oferecer oportunidades reais de integração e inserção social, afastando-os das drogas e violência. Os profissionais buscam ensinar valores éticos e morais, reduzindo a evasão escolar, estimulando a autoestima e melhorando a qualidade de vida das crianças. Eles afirmam ainda que essa parceria também oportuniza aos atletas a participarem de avaliações do clube em Chapecó (SC), bem como, assistir aos jogos da equipe na Arena Condá (Estádio); participar da Copa Verde e Branca organizada pela Chapecoense, dentre outros benefícios.

Os interessados em fazer parte escolinha devem ter idade entre 06 e 17 anos; estar devidamente matriculados no sistema regular de ensino e seguir as normas e o regimento específico do projeto. O trabalho com as crianças já está surtindo resultados. Recentemente, três atletas formadas pela escolinha em Campinas do Sul (RS) foram integradas à base de profissionais da equipe feminina de futsal da Chapecoense.




Rua Paraná, 16 - Balneário - Piratuba - Santa Catarina

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados | Empresa Jornal Comunidade Ltda ME