Logo.jpg
AMAUC

Somente as Prefeituras de Concórdia e Seara disponibilizam profissionais ao Hospital São Francisco

Ainda em fevereiro, gestores dos municípios da Amauc acordaram em disponibilizar profissionais para atuarem no combate à Covid-19, mas a maioria não conseguiu

Cristiano Mortari
Foto: Rádio Aliança

Além da falta de leitos, outro problema relatado por médicos quando a pandemia da Covid-19 se agravou, é o da falta de profissionais para auxiliarem no trabalho de tratamento dos pacientes em Hospitais. O Hospital São Francisco de Concórdia, que é o de referência para a região da Amauc, solicitou, no início do ano, auxílio das Prefeituras, para que disponibilizassem profissionais, com o objetivo de aliviar a carga dos que já estavam na linha de frente contra o Coronavírus. Ainda em fevereiro, gestores das Prefeituras da Amauc se reuniram e decidiram que iriam auxiliar, mas até o momento, somente os municípios de Concórdia e de Seara conseguiram enviar profissionais ao Hospital.

Um dos problemas levantados naquela época, foi o de que a maioria das Prefeituras iria desfalcar seus municípios, caso enviassem enfermeiros e técnicos que atuam nas cidades. A sugestão foi a contratação temporária de profissionais, mas de acordo com a presidente da Amauc, prefeita de Arabutã, Leani Schmitt, outro problema surgiu. "A situação é que a maioria das Prefeituras encaminhou a Lei para as Câmaras de Vereadores, elas foram aprovadas e os municípios abriram chamadas públicas para contratar, mas quase ninguém se inscreveu", explica. "Em Arabutã, por exemplo, apenas uma pessoa se inscreveu e ainda acabou desistindo", acrescenta.

De acordo com as informações do Hospital São Francisco, a Prefeitura de Concórdia disponibilizou oito profissionais e a de Seara, um. São técnicos de enfermagem e enfermeiros.


Rua Paraná, 16 - Balneário - Piratuba - Santa Catarina

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados | Empresa Jornal Comunidade Ltda ME