Logo.jpg
FERIADÃO

Grupo Campistas Raiz se reúne em Piratuba no feriado de Corpus Christi

Geferson Schreiner
Foto: Geferson Schreiner

Piratuba foi o local escolhido pelo grupo "Campistas Raiz" para o encontro de quatro dias no início do mês de junho, no feriadão de Corpus Christi. De acordo com a organização, mais de 180 equipamentos de "Campistas Raiz" passaram pelo camping das Termas de Piratuba.

O coordenador do evento, Eliezer Pazzini, fez questão de registrar que fazem parte do grupo, pessoas que viajam de motor homes, que são a maioria, proprietários de outros tipos de veículos e até pessoas que armam suas barracas no local. "Nosso foco é acampar, curtir a natureza e conhecer os lugares. São pelo menos 10 Estados representados nesse encontro, a maior parte dos campistas é de casais de aposentados e empresários. Temos um grupo muito eclético, que também incluiu pessoas da vida ativa e que adoram uma aventura, por isso estão aqui", explicou.

O evento organizado pelo casal, Eliezer e Jaqueline Corsini, quase foi adiado. "Há cerca de dois anos que estávamos negociando o primeiro encontro dos "Campistas Raiz" em Piratuba. E isso só foi possível agora com a parceria que fizemos com a CDL, através do presidente Juliano de Oliveira. Já tínhamos adiado uma vez e esse cogitamos em adiar devido a pandemia, mas os campistas decidiram fazer, seguindo todos os protocolos da saúde. Isso é a nossa vida. Nossa essência", pontuou. "Muitas pessoas do grupo já estiveram em Piratuba. A boa estrutura do camping das Termas, as belezas da cidade, segurança, comércio organizado e o ótimo atendimento dos funcionários das Termas foram determinantes. Sempre procuramos espaço para no mínimo 150 equipamentos", concluiu.


Apoio ao comércio local

Próximo a central organizadora, Eliezer mantém uma caixa de papelão onde os participantes do evento devem depositar notas fiscais, recibos, enfim, qualquer documento que registre o que o grupo comprou no comércio local. "Eu sempre digo para o pessoal, lembrem de valorizar o comércio local, ir de geladeira vazia. Temos que mostrar que somos um ótimo turista. Sempre passo as opções no nosso grupo. Se cada equipamento deixar R$ 1 mil, são R$ 180 mil no total. É o valor que fica na cidade e impacta positivamente na economia, especialmente nesse momento de crise no turismo", ressaltou. "Quero elogiar o comércio local. Como fomos bem atendidos. O pessoal sempre atento, também passando outras informações que precisávamos", destacou.

Na manhã de segunda-feira, dia 07, o presidente da CDL , Juliano de Oliveira, confirmou que a soma das notas arrecadadas passou de R$ 200 mil. "Nós contabilizamos as notas e os recibos apenas. Temos ainda questão dos passeios e os ingressos no Parque Termal. Então, do ponto de vista comercial, um evento desses, com um custo pequeno, é excelente para Piratuba. A CDL cumpriu o papel dela e mostrou sim, que é possível movimentar Piratuba quando se tem interesse", registrou.


Do Rio de Janeiro a Piratuba

Passar vários dias na estrada faz parte da vida dos casais Renaldo e Sandra Regina Pinto e Roberto Barros, o Buda, e Roseane Roberta. As duas mulheres são irmãs. Os casais partiram da capital carioca para Piratuba pela primeira vez, um com uma Kombi e outro com uma Sprinter. "É nosso primeiro passeio aqui na região Sul", disse Buda. "É a minha primeira como campista também", completou Renaldo, que se pôs a contar sobre a primeira aventura do casal. "Sempre acompanhamos o Eliezer aonde ele organiza os encontros que podemos ir. Saímos de casa há mais de uma semana. Fizemos 1.500 quilômetros em cinco dias para chegar até aqui. Paramos em várias cidades, sempre sem pressa", finalizou Buda. "Adoramos Piratuba. Cidade bonita, povo aconchegante e acolhedor", destacou Roseane, que há vários anos acompanha o marido nos passeios.



A vida de um Campista Raiz:


Imagens


Rua Paraná, 16 - Balneário - Piratuba - Santa Catarina

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados | Empresa Jornal Comunidade Ltda ME